Cristiano entrevista: Ronaldo Silvestre

15:10



Olá! Como estão?
A entrevista de hoje é com o estilista Ronaldo Silvestre, grande destaque da Casa de Criadores, Dragão Fashion e Paraná Business Collection.
Na entrevista ele nos conta sua opinião sobre o cenário atual da Moda no Brasil, sua inspiração para desenhar a sua coleção de verão'14 lançada no Paraná Business Collection e muito mais. Confiram: 

CN: O que é Moda para você?

RS: A moda é uma arte que se usa, que se leva para a rua. Uma arte feita por e para o homem.


CN: Como foi seu primeiro contato com o Mundo da Moda?


RS: Meu envolvimento com moda começou na infância. Minha mãe ajudava no sustento da família costurando e, desde pequeno, eu costumava reaproveitar retalhos dos tecidos para fazer brinquedos. Mais tarde, estudei Desenho Industrial, no CEFET, em Curitiba, e Estilismo em Moda, na UEL, em Londrina.

CN: Qual o diferencial do seu trabalho?

RS: Quando eu crio, resgato referências da minha infância e pesquiso detalhadamente sobre o tema. Envolvo questões atuais vivenciadas pela sociedade como o eco design, preocupação social e cultural.


CN: Como você reage às críticas ao seu trabalho?


RS: Eu sigo o principio do construtivismo, analiso as críticas como uma possibilidade de amadurecer o meu trabalho e as minhas futuras coleções. Muitas vezes eu percebo que alguns jornalistas não fazem a lição de casa no sentido de tendências e movimentos sociais, gostar ou não de um trabalho não significa que ele não faça sucesso nas lojas. Muitos jornalistas esquecem que além do gosto pessoal de cada um, existe uma grande indústria de moda que gera empregos e movimenta o setor no Brasil. 


CN: Como você definiria o cenário atual da Moda no Brasil?
RS: É um momento oportuno para o crescimento e o surgimento de uma nova forma de fazer negócios com o mercado da moda.  Para que a Moda Brasileira aconteça de uma maneira real temos que criar canais e educar o consumidor brasileiro a valorizar a nossa produção. Em minha opinião é o momento que muitos estilistas devem deixar a fama um pouco de lado e se tornarem empresários.

CN: Quais os teus maiores ícones da Moda?


RS: Chanel e Karl Lagerfeld

CN: Qual foi sua maior fonte de inspiração na criação de sua coleção lançada no Paraná Business Collection?

RS: A coleção traz a desconstrução de tecidos como os jeans, a seda artesanal e as tricolines estampadas naturalmente brasileiras. Tecidos antigos perdem suas padronagens originais e num processo arquitetônico ganham novas formas e se transformam em “novos tecidos”. Um trabalho minucioso de patchwork e alfaiataria, realizado com as ex-alunas do Projeto Social Tecendo Itabira.


CN: Por que ''Lady & Lord Transversal''?

RS: Segundo o dicionário Aurélio: “paralelas são duas ou mais linhas ou superfícies que, em toda a sua extensão, conservam sempre em igual distância umas das outras, nunca se cruzando”.
Neste conceito a Coleção, traz para a passarela duas paralelas: Moda e Sustentabilidade, interceptadas pela dimensão transversal que contrapõe a existência de que esses dois sistemas paralelos já não devem existir sem essa junção. Uma mulher à frente do seu tempo e um homem moderno e antenado com as questões da sustentabilidade e re-designer.

CN: Moda e sustentabilidade podem andar de mãos dadas? Por quê?

RS: Sim deve andar juntas, atualmente, a preocupação com a natureza e a utilização dos recursos providos por ela é cada vez maior. Sustentabilidade na moda, hoje não é mais um diferencial, mas um imperativo nos negócios das marcas que querem continuar no mercado em um longo prazo.



You Might Also Like

1 comentários

Postagens populares

Alagoas Fashion no Facebook!

Atenção

Muitas das imagens contidas neste blog vem de fontes
diversas, e muitas não autorizadas.. Se alguma foto de sua autoria estiver neste blog e você desejar sua remoção, entre em contato pelo e-mail: alagoasfashion@gmail.com .

Atenciosamente, Equipe Alagoas Fashion.

Subscribe